8.5.10

 

Diz o povo sempre sábio que "Quanto mais uma pessoa se baixa, mais lhe aparecem as nalgas". E o senhor vereador da câmara de ourém baixou-se tanto que acabou por mostrar umas nalgas ridiculamente idiotas!

 

O asseio é uma coisa muito bonita, sim senhor! Agora...ruas com cheirinho pra receber o Papa??? Como já andam tantos a brincar com o nosso dinheiro só há uma justificação: o cheirinho é pra disfarçar este grande traque do vereador da câmara de ourém...

 

Fica o link da notícia:http://www.tvi24.iol.pt/acredite-se-quiser/fatima-papa-bento-xvi-ruas-aromatizadas-tvi24/1161143-4088.html

sinto-me: de bolsos limpinhos
música: smells like idiot idea, Nirvana e os Sarrafeiros
link do postPor eunaoacredito, às 11:34  comentar

De 31 da Sarrafada a 27 de Maio de 2010 às 23:26
Ora vamos lá a ver uma coisa. Este blogue é uma iniciativa do 31 da Sarrafada e temos provas mais que dadas em denunciar situações, à esquerda, à direita, ao centro e outros pontos cardeais.

Ratzinger não é pai de ninguém, ou talvez seja mas ainda não se saiba.

A sua defesa, que não é nada mais nada menos do que o copy paste da comunicação oficial da nunciatura Portuguesa, esconde os custos directos e indirectos que esta visita trouxe ao país, e logo aos seus contribuintes.

Quer um exemplo?

€6000/hora por cada avião e Heli das Forças Armadas que andaram a defender Ratzinger, medida NUNCA antes implmentada para nenhum chefe de estado.

Faça as contas. Se bem que duvidamos, E MUITO, sobre esses 83% (Se assim fosse teriam estado 8,3 milhões de Portugueses nas diversas iniciativas e o número não foi esse DE TODO), os restantes 17% não deveriam ter que pagar pela visita de um personagem que tem mais exigências de protocolo do que o PotUS.




De Tiago a 28 de Maio de 2010 às 16:08
Caro Comentador,

Apesar de continuar a fugir a questões fulcrais que lhe coloco, permita-me responder-lhe, elevando um pouco a discussão:

A Declaração Universal dos Direitos do Homem prevê no artigo 18º o seguinte: "Toda a pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de mudar de religião e/ou convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos."

Por outro lado, a DUDH prevê no seu artigo 12º que "Ninguém sofrerá intromissões arbitrárias na sua vida privada, na sua família, no seu domicílio ou na sua correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Contra tais intromissões ou ataques toda a pessoa tem direito de protecção da lei."

A Constituição da República Portuguesa prevê, também, no seu artigo 41º, n.º 1 e 2, que "A liberdade de consciência, de religião e de culto é inviolável. Ninguém pode ser perseguido, privado de direitos ou isento de obrigações ou deveres cívicos por causa das suas convicções ou prática religiosa."

DURA LEX, SED LEX!!! Pois é, meu caro, a lei é dura mas é para cumprir!
Parece-me que nos seus "posts", ou dos seus amigos não sei bem, já desrespeitaram largamente a DUDH e da CRP! Cuidado, isso é um tanto ou quanto perigoso!...

O senhor há-de convir (como bom "democrata" que é) que fossem 83% de católicos, 1%, 2%, 3%, etc. fosse qual fosse a religião em causa ou o líder religioso em jogo, teria, igualmente, de ser respeitado por crentes ou não!!! Pelo menos é o que prevê a lei e o bom senso (que parecem faltar-lhe!).

Por outro lado, o argumento que deu face ao número de pessoas que foi ver o Papa, parece um pouco infantil! Toda a gente sabe que o Benfica, ou outro clube, tem milhares de adeptos, no entanto NUNCA estão todos reunidos para ver os jogos e apoiar a equipa!!! Parece óbvio, não?!

Quanto aos presumíveis gastos com a vinda de Sua Santidade, o senhor parece um daqueles hipócritas que aceita 5 ou 6 pontos por ano, à 6ª ou à 2ª feira, para ir apanhar sol no Algarve, e nem se preocupa minimamente com a paragem na produção nacional nesses dias. Pois são exactamente esses, como o senhor, que depois vêm como "sepulcros caiados" dizer de boca cheia que é um absurdo haver tolerância de ponto, só porque vem cá o Papa. Ora, queira o senhor ou não, o Papa é o PAI ESPIRITUAL e o LÍDER RELIGIOSO de mais de 83% da população portuguesa (segundo as últimas estatísticas, favor consultar), que têm todo o direito, como pode ver na legislação, de manifestar a sua fé em público e utilizar (bem ou mal, depende do ponto de vista! Eu respeito o seu!) os seus impostos por causas que julgam justas e oportunas!

Essas pessoas, como já citei, também têm o direito de verem respeitada a sua crença e religião.

Pois bem, mais uma vez apelo ao seu bom senso: respeite as diferenças de opinião e remeta-se a comentários respeitosos e substanciosos! As suas piadas, como teve oportunidade de reparar, não agradam a todos, principalmente àquelas pessoas de nível intelectual mais elevado do que a retrete de sua casa, que publicou neste blogue!

Bem haja, e não se esqueça: RESPEITO E TOLERÂNCIA ACIMA DE TUDO!!!

 
arquivos
2010